Cidade da Alemanha proíbe entrada de novos refugiados

A cidade de Cottus, no leste da Alemanha, impôs uma proibição temporária aos novos refugiados em um esforço para conter uma série de recentes ataques violentos.

No início desta semana, a polícia alemã informou que dois adolescentes do sexo masculino foram detidos acusados de ferir um adolescente alemão na cara com uma faca.

O incidente ocorreu apenas alguns dias depois de um grupo de três imigrantes da Síria – com idades entre 14 e 15 anos – atacar um homem e sua esposa do lado de fora de um shopping center.

Cottbus, uma pequena cidade universitária com uma população de pouco mais de 100 mil habitantes, abrigou cerca de 3.000 migrantes desde que a chanceler alemã Angela Merkel abriu as fronteiras da Alemanha em 2015 no auge da crise dos refugiados.

O secretário do Interior do Estado de Brandeburgo, Karl-Heinz Schroeter, disse à rádio alemã RBB na sexta-feira (19/01) que a proibição de novos refugiados está efetivada “para os próximos meses“.

A cidade também tomará outras medidas de segurança, incluindo o aumento da vigilância por vídeo de uma praça do centro da cidade, uma presença maior de policiais uniformizados e adição de 10 novos cargos de assistente social em escolas locais.

Cottbus não é a primeira cidade alemã a proibir entrada de refugiados. Meses atrás, as cidades de Delmenhorst e Wilhelmshaven tomaram a mesma medida.

Com informações de: [Telegraph]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *