Após ser hostilizado em voo, Gilmar Mendes utiliza avião da FAB

Depois de ser hostilizado ao viajar em voo comercial no último sábado (27/01), o ministro Gilmar Mendes utilizou um voo da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar de Cuiabá para São Paulo na última segunda-feira.

Cidadãos falaram poucas e boas para Gilmar Mendes após aeronave aterrissar no aeroporto. O ministro do STF anunciou que irá pedir à Polícia Federal que identifique os passageiros que o hostilizaram. A representação deve ser encaminhada ainda nesta semana, segundo assessoria.

De acordo com informações da Globo:

Assessores do ministro negaram que o uso de avião da FAB tenha sido por questões de segurança, ressaltando que ele voltou de São Paulo para Brasília, na terça-feira, em voo de carreira. Segundo sua assessoria, não havia voo de carreira que permitisse que ele chegasse a São Paulo a tempo para cumprir um compromisso oficial. A viagem foi divulgado na agenda do STF, mas não do TSE.

Segundo registros de voos da FAB, Gilmar decolou às 13h05 de Cuiabá e chegou a São Paulo às 17h30. A Aeronáutica registra apenas que o avião estava “à disposição do Ministério da Defesa Transporte do Presidente do TSE”.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

1 Comentário

  1. Achei pouco, deveria ter morrido, aqui no Brasil existe lei mas não justiça! O juiz Sérgio moro prende e Gilmar Mendes solta ? Cadê os juízes federais, a OAB é-o supremo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *