Mulheres alemãs denunciam aumento da violência sexual

Um grupo de mulheres da Alemanha lançou campanha chamada #120db para dar voz a mulheres que foram atacadas sexualmente por homens vivendo no país por causa das políticas de migração em massa impostas pelo governo Merkel.

O grupo, que se chama 120 decibéis por causa da intensidade dos gritos durante o estupro, lançou um vídeo nesta semana em que vários membros enumeram os nomes das recentes vítimas de violência cometidas por refugiados.

As mulheres no vídeo lembram do caso recente de uma jovem chamada Mia, que foi esfaqueada até a morte por seu ex-namorado refugiado na cidade alemã de Kandel. Também foi mencionado o caso de Maria Ladenburger, que foi estuprada e assassinada por imigrantes que haviam mentido sobre ser menor de idade.

As mulheres acrescentaram:

Elas poderiam ser eu e eu poderia ser elas. Os agressores estão em toda parte. Ao correr no parque, quando estamos voltando pra casa após o trabalho, enquanto esperamos o ônibus, não estamos seguros porque vocês não estão nos protegendo.

As mulheres culpam a migração em massa pelo aumento da violência sexual, afirmando que as fronteiras não estão seguras, alegando que as autoridades não tem ideia de quem entra no país e se recusam a deportar criminosos.

Com informações de: [Breitbart]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

1 Comentário

  1. Caiçara disse:

    Absurdo o que está acontecendo na Europa… Os homens que poderiam proteger as mulheres, são tudo um bando de frouxos doutrinados pela esquerda para serem florzinhas inofensivas. Mesma esquerda que banca a imigração em massa e se omite diante da violência causada pelos imigrantes. Impressionante que esses vermelhos continuam comandando a política europeia, e já há quatro décadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *