Piscina na Alemanha terá área separada para muçulmanas

A nova piscina pública da cidade alemã de Bona será equipada com uma divisória para criar uma área separada para mulheres muçulmanas.

Anteriormente, a cidade já havia introduzido um horário de uso segregado por gênero das piscinas, durante as quais apenas mulheres eram permitidas. Esta metodologia abriu espaço para as mulheres muçulmanas nadarem e se divertirem sem os olhares dos homens.

Mas, nas últimas semanas, a cidade deu um passo adiante com a divisória enorme separando os dois lados da piscina. Alguns veículos da imprensa alemã ‘brincaram’ ao dizer que Bona e sua piscina agora estão seguindo a lei de Shariah.

Um político local Werner Hümmrich (FDP) disse:

Nós não queremos excluir um grupo de usar a piscina e, portanto, atendemos a determinadas demandas sociais. A piscina foi especialmente concebida para que a natação segregada por gênero possa ser oferecida.

Depois que Angela Merkel abriu as portas da Alemanha para milhões de imigrantes do Oriente Médio, vários novos problemas surgiram nas piscinas do país.

Além das mulheres muçulmanas exigindo áreas separadas, vários casos de imigrantes agredindo sexualmente garotas alemãs foram registrados nas piscinas públicas do país.

A situação ficou tão complicada que até mesmo folhetos especiais precisaram ser entregues para ensinar os muçulmanos como se comportarem adequadamente.

 

Com informações de: [MMNews]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *