República Checa rejeita totalmente cotas migratórias da UE

A República Checa rejeitou resolutamente o plano da União Europeia de redistribuir imigrantes ilegais entre os Estados membros.

Na quarta-feira (18/01), a Câmara dos Deputados da República Checa realizou nova votação acerca do plano da União Europeia que força as nações a receberem um certo de número de migrantes mensalmente.

A oposição da câmara contra a proposta foi retumbante: 163 dos 165 deputados presentes rejeitaram a cota migratória do grupo europeu.

O político do SPD, Radovan Vicha, disse que “a União Europeia está se suicidando e forçando os países a se juntarem a ela”.

Esta não foi a primeira vez que a nação do Leste Europeu critica as políticas do grupo. Inclusive, a própria União Europeia entrou na Suprema Corte contra os países que rejeitam a cota.

Com informações de: [VoA]

 

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *