11 mortos em ataque contra prédio da comissão eleitoral na Líbia

O ataque ocorreu quando centenas de cidadãos estavam se cadastrando no local para as próximas eleições do país.

Líbia continua em crise desde que Muammar Gaddafi foi deposto em 2011. Depois da sua ditadura que durou 42 anos, o país está sob controle de facções islâmicas rivais.

Pelo menos 11 pessoas morreram e diversas ficaram feridas nesta quarta-feira (2) durante um ataque suicida contra a sede da Alta Comissão Eleitoral Líbia (Hnec) em Trípoli, informou um porta-voz do governo de união nacional (GNA).

Segundo informações do portal Terra:

De acordo com as autoridades, um homem-bomba se explodiu enquanto outros terroristas armados invadiram o prédio e o incendiaram. O edifício está localizado no distrito de Ghout al-Shaal, a oeste do centro de Trípoli.

Segundo o porta-voz da comissão eleitoral, Khaled Omar, entre as vítimas há pelo menos três oficiais e quatro agentes de segurança. O balanço atualizado foi confirmado pelo Ministério da Saúde local. A comissão eleitoral está registrando diversos eleitores que pretendem participar das eleições, a qual a ONU espera que aconteça antes do fim do ano.

O ataque é considerado o mais letal entre os últimos três anos.

Até o momento, nenhum grupo terrorista assumiu a autoria do atentado, mas militantes ligados ao Estado Islâmico (EI) são mantidos nas cidades costeiras da Líbia.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia