PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

11 perfis no Twitter foram citados por Moraes na decisão

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Moraes disse que “recaem sobre os indivíduos aqui identificados sérias suspeitas”.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, afirmou, nesta quarta-feira (27), que um “relatório técnico pericial” apontou a “existência de um mecanismo coordenado de criação e divulgação das referidas mensagens entre os investigados”.

A afirmação de Moraes está presente no despacho de hoje que culminou em mandados de busca e apreensão aplicados pela Polícia Federal (PF) contra 29 pessoas alinhadas com o governo Jair Bolsonaro.

Após apresentar uma série de “mensagens ilícitas” no despacho, Moraes disse que “recaem sobre os indivíduos aqui identificados sérias suspeitas de que integrariam esse complexo esquema de disseminação de notícias falsas”.

O magistrado alertou que, “por intermédio de publicações em redes sociais”, essas pessoas atingem “um público diário de milhões de pessoas, expondo a perigo de lesão, com suas notícias ofensivas e fraudulentas, a independência dos poderes e o Estado de Direito”.

Moraes disse que “utilizando a ferramenta de busca avançada da rede social Twitter, foram realizadas pesquisas por publicações contendo pelo menos um dos termos” abaixo:

  • #Impeachmentgilmarmendes;
  • #STFVergonhaNacional;
  • #STFEscritoriodocrime;
  • #Hienasdetoga;
  • #Forastf;
  • #Lavatoga;
  • STF
  • SUPREMO;
  • IMPEACHMENT;
  • Toffoli;
  • Gilmar.

“As pesquisas resultaram em onze (perfis) da rede social Twitter”, acrescentou Moraes.

A tabela abaixo foi divulgada no despacho assinado pelo magistrado do STF. Confira.

Imagem: Reprodução/STF
Imagem: Reprodução/STF
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.