Português   English   Español

147 líderes religiosos repudiam ataque de Haddad à fé cristã

147 líderes religiosos repudiam ataque de Haddad à fé cristã

Declaração de Haddad gerou um movimento de solidariedade por parte de lideranças religiosas.

O ataque do presidenciável Fernando Haddad (PT) contra o Bispo Edir Macedo, líder espiritual da Igreja Universal do Reino de Deus, provocou um inédito movimento de solidariedade por parte de lideranças religiosas de diferentes correntes.

Até o momento, 147 representantes e membros de denominações de todo o país repudiaram o atentado do ex-prefeito de São Paulo à Fé Cristã, assinando uma carta de apoio à Universal.

Na manhã de sexta-feira (12), durante uma entrevista coletiva concedida após participar de uma missa em uma igreja católica na capital paulista, Haddad afirmou que o apoio do Bispo Macedo à candidatura de Jair Bolsonaro seria provocado pela “fome de dinheiro” e ainda chamou o líder da Universal de “charlatão fundamentalista”.

Para o Apóstolo Estevam Hernandes Filho, fundador da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, a declaração de Haddad não foi um ataque apenas ao Bispo Macedo, mas contra todos os cristãos.

O líder da Renascer declarou:

Essa fala inconsequente demonstra a intolerância, e nós que cremos no amor, na tolerância, a repudiamos com veemência. Ela é inaceitável no momento que estamos passando, lutando para preservar a democracia no País, onde todas as crenças e ideologias precisam ser respeitadas.

Para ele, “houve um grande desrespeito à Fé e à integridade de um homem de Deus, que é o Bispo Macedo”.

Outra liderança que se solidarizou com o fundador da Universal, foi o presidente do Ministério Sara Nossa Terra, Bispo Robson Rodovalho.

Ele declarou:

É lamentável ver o PT, mais uma vez, discriminar os evangélicos e ainda semear a divisão entre as igrejas. Estamos em um país democrático, onde temos liberdade de escolha.

 

Adaptado da fonte R7

Deixe seu comentário

Veja também...