Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

17 estados do Brasil já receberam as sementes misteriosas da China

Tarciso Morais

Tarciso Morais

17 estados do Brasil já receberam as sementes misteriosas da China
COMPARTILHE

Um número crescente de estados do Brasil estão registrando o recebimento das sementes misteriosas da China, sem que os destinatários tivessem pedido a encomenda.

Até o momento, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) já recebeu 181 amostras de 17 estados.

Além do Distrito Federal, foram registrados casos em Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Ainda não é possível afirmar os riscos, mas o governo Jair Bolsonaro segue alertando que há o perigo de que o material tenha algum tipo de praga ou plantas daninhas que causem prejuízos à agricultura e ao meio ambiente.

O Ministério da Agricultura informou que todo o material foi enviado para o Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA) de Goiânia para as análises técnicas, mas ainda não há prazo para a conclusão da investigação.

De acordo com uma nota oficial enviada pelo governo:

“A importação de vegetais sem autorização pode facilitar a entrada de pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, além de causar prejuízos econômicos. Para evitar o risco fitossanitário, o Mapa atua no controle do e-commerce internacional com equipe dedicada a fiscalizar e impedir a entrada de material sem importação autorizada no país.”

Segundo o gerente de Sanidade Vegetal da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Renato Blood, a orientação é para que caso receba alguma encomenda que não tenha pedido, não abra.

“Se abrir, deixe no pacote original e avise as autoridades sanitárias”, diz Blood, segundo a revista Exame.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram