Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

18 tiroteios em escolas nos EUA este ano? Fake news!

COMPARTILHE

O massacre que nós vimos na escola Douglas High em Parkland, na Flórida, foi brutal. Como de costume, a grande mídia está utilizando o ataque para lançar nova campanha de desinformação com objetivo de impor a narrativa do desarmamento.

Desde o ataque, uma notícia falsa está circulando na grande mídia sobre supostos 18 tiroteios em escolas dos Estados Unidos apenas neste ano de 2018.

Muitos nomes, tanto na imprensa como na política, estão utilizando esta narrativa como um impulso na busca pela imposição de novas restrições ao direito constitucional da população americana de portar armas de fogo.

O problema é que a informação não é precisa. A mídia está propagando a notícia falsa de forma deliberada, ampliando a definição do que constitui um tiroteio.

Com base na lista divulgada pelo grupo anti-armas Everytown for Gun Safety Support Fund, fiz uma compilação dos 18 casos que estão sendo utilizados pela velha imprensa para estimular a narrativa do partido democrata e de movimentos esquerdistas pelo desarmamento:

  1. Um homem cometeu suicídio usando uma arma no estacionamento de escola primária quando a instituição de ensino estava fechada no estado de Michigan (03/01).
  2. Disparos registrados na escola ‘New Start High School‘ na cidade de Burien. Ninguém ficou ferido e nenhum suspeito foi preso. (04/01)
  3. Um estudante do ‘Grayson Collegeconfundiu uma arma real com uma arma de treinamento e acidentalmente disparou uma bala em uma parede. Não foram relatadas lesões. (10/01)
  4. Um estudante de 14 anos disparou e se matou dentro do banheiro da Escola Primária Coronado no Arizona. (10/01)
  5. Tiros foram disparados em um prédio do campus da ‘Cal State San Bernardino‘. Não foram relatados feridos. (10/01)
  6. Duas pessoas em um carro trocaram tiros em estacionamento do dormitório do ‘Wiley College‘. Não foram relatadas mortos ou feridos e nenhum suspeito foi preso, no entanto, uma bala perdida atingiu dormitório com três estudantes do sexo feminino. (15/01)
  7. Um jogador de futebol americano da ‘Universidade Estadual Winston-Salem‘ foi baleado e morto em uma festa após uma discussão. (20/01)
  8. Um estudante de 16 anos de idade disparou contra uma estudante de 15 anos na cafeteria da ‘Escola Superior da Itália‘ no Texas. A garota passa bem. Esse caso deve ser qualificado como um ataque em escola. (22/01)
  9. Um meliante não identificado dirigindo uma caminhonete atirou contra grupo de estudantes na escola ‘Charter High School‘ em Gentilly. Ninguém ficou ferido. (22/01)
  10. Um estudante de 15 anos de idade matou dois estudantes e feriu outros 18 na ‘Marshall County High School‘ em Kentucky. O atirador foi preso. Mais um caso legítimo de ataque em escola. (23/01)
  11. Uma estudante de 16 anos disparou uma arma contra outra estudante de 16 anos durante uma briga na ‘Murphy High School’ no Alabama. Ninguém ficou ferido. (25/01)
  12. Tiros foram disparados no estacionamento durante uma confusão entre dois não-estudantes durante no ‘Dearborn High School‘ no Michigan. Não foram relatados feridos e nenhum envolvido foi preso. (26/01)
  13. Um homem de 32 anos foi baleado e morto no estacionamento da ‘Lincoln High School’ na Filadélfia. (31/01)
  14. Uma estudante de 12 anos disparou acidentalmente uma arma real pensando que era uma arma falsa. Quatro estudantes ficaram feridos na ‘Escola Secundária Sal Castro‘ em Los Angeles. (01/02)
  15. Um adolescente foi baleado no peito e quase morto por outro estudante no estacionamento da ‘Oxon Hill High School‘ em Oxon Hill. O motivo do ataque foi por causa do amor de um garota. (05/02)
  16. Um estudante de terceira série puxou o gatilho da arma de um policial no ‘Harmony Learning Center‘ em Maplewood. Ninguém ficou ferido. (05/02)
  17. Um estudante de 17 anos foi preso depois de disparar contra o chão de uma sala de aula da ‘Metropolitan High School‘ em Nova York. (08/02)
  18. Massacre recente que vitimou 17 pessoas na ‘Marjory Stoneman Douglas High School‘ em Parkland.

Após analisar esses 18 casos, podemos chegar a conclusão de que apenas três – 8, 10 e 18 – devem ser considerados como legítimos ataques em escolas dos Estados Unidos.

Mas não se engane. Cada incidente listado acima é preocupante e indica um problema cultural na forma como as pessoas lidam com a resolução de conflitos, mas, de forma alguma, podemos afirmar que tiroteios em escolas acontecem a cada dois ou três dias no país. É uma caracterização injusta, desonesta e falsa propagada pela mídia.

 

Com informações de: [WashingtonExaminer]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
2 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE