Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

1ª Turma do STF condena deputado por difamação contra Wyllys

De acordo com o ministro Luiz Fux, o vídeo editado divulgado pelo deputado se tratou de uma “fraude”.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

1ª Turma do STF condena deputado por difamação contra Wyllys
COMPARTILHE

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou por unanimidade, nesta terça-feira (18), o deputado federal Eder Mauro (PSD) por difamação contra o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL). 

A ação penal apurou a publicação de um vídeo nas redes sociais do parlamentar.

O conteúdo foi editado a partir de um discurso de Wyllys perante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apurou a violência policial contra a população negra, em maio de 2015. 

A gravação difundida por Mauro induziu o leitor a acreditar que Wyllys teria dito que “uma pessoa negra e pobre é potencialmente perigosa”.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) apontou que houve “dolo inconteste” no caso e destacou que Eder Mauro “deliberadamente quis passar a imagem de que Jean Wyllys seria uma pessoa racista contra pessoas negras e pobre”.

De acordo com o ministro Luiz Fux, relator da ação penal, o vídeo editado se tratou de uma “fraude” com “nítido potencial de enganar cidadãos e produzir discursos de ódio contra fala indevidamente alterada”, informa o portal Terra.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.