Português   English   Español
Português   English   Español

2.500 anos atrás chineses fumavam maconha em rituais

2.500 anos atrás chineses fumavam maconha em rituais

Pesquisa indica que “parece provável” que chineses conheciam também a capacidade da cannabis para tratar doenças.

A maconha já era fumada de forma ritual no oeste da China há 2.500 anos, provavelmente durante ritos funerários, segundo cientistas do Instituto Max Planck, da Alemanha, e da Academia Chinesa de Ciências Sociais.

Esta conclusão foi obtida através da análise de restos de objetos achados em vários túmulos, os quais apontam que o tipo usado continha altas quantidades do agente psicoativo mais potente da planta.

O estudo, que foi publicado na última quarta-feira pela revista Science Advances, contém “as primeiras evidências claras” até o momento do uso da maconha pelas suas propriedades psicoativas.

Os resultados da análise dos restos de dez vasos de madeira usados como queimadores milênios atrás mostraram uma coincidência exata com a assinatura química da cannabis, em particular com a que contém uma alta quantidade de THC, o agente psicoativo mais potente da planta.

Os dados obtidos pelos pesquisadores indicam que a população sabia que havia tipos específicos de plantas e interagiam com elas.

“Acredito que podemos dizer com bastante segurança que a maconha foi empregada em algum tipo de prática ritual funerária ou mortuária”, afirmou o diretor de laboratório do Instituto Max Planck para Ciência da História Humana, Robert Spengler, segundo o site UOL.

Ainda não está claro se a cannabis tinha outros usos na sociedade, mas “parece provável” que conheciam também a capacidade da planta para tratar certos sintomas e doenças, segundo um comunicado do Max Planck.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!