Português   English   Español
Português   English   Español

237 milhões de famintos na África subsaariana

237 milhões de famintos na África subsaariana
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A fome aumentou na África subsaariana até afetar 237 milhões de pessoas em 2017, o que representa 20% da sua população.

Em relatório divulgado nesta quarta-feira (13) por várias agências das Nações Unidas, ficou evidenciado que esse aumento é um golpe duro nos esforços mundiais para erradicar a fome.

Segundo a agência EFE, o número de subsaarianos que sofrem desnutrição subiu em 32,6 milhões em comparação com 2015, enquanto o aumento foi de 1,9 milhão na África do Norte, até alcançar os 20 milhões em 2017.

Entre as causas da piora da situação alimentícia se encontram as “difíceis condições econômicas mundiais”, segundo a FAO, depois que o crescimento econômico se desacelerou em 2016 pela fraqueza dos preços de produtos básicos como o petróleo e os minerais.

A agência também se referiu ao impacto dos conflitos em diversos países africanos, frequentemente agravados por secas ou inundações.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...