Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

35 mortos e 850 presos em protestos Venezuela em uma semana

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
35 mortos e 850 presos em protestos Venezuela em uma semana

As informações fazem parte de um balanço apresentado nesta segunda-feira (28) por várias organizações não governamentais.

Os protestos contra a ditadura de Nicolás Maduro que ocorreram por toda Venezuela na última semana tiveram 35 mortos e 850 detidos.

Em entrevista coletiva, o diretor do Programa Venezuelano de Educação-Ação em Direitos Humanos (Provea), Rafael Uzcátegui, afirmou:

“Temos o número confirmado, com nome, sobrenome, lugar e supostos responsáveis de 35 pessoas assassinadas no contexto das manifestações em todo o país.”

O balanço detalha que a capital Caracas é a localidade com o maior número de mortes, dez, seguido pelo estado de Bolívar, com oito, e Portuguesa, com quatro.

Segundo o portal “R7“, Uzcátegui ressaltou:

“São pessoas, em sua totalidade, das zonas populares (mais pobres), o qual reflete a particular sanha com a qual estão sendo reprimidas as comunidades mais desfavorecidas do nosso país. Além disso, todas as pessoas morreram como consequência de armas de fogo.”

A ONG Foro Penal ressaltou que a maioria das detenções ocorreram em zonas pobres, onde foi registrada a maioria dos protestos desde a segunda-feira passada.

“Desde o dia 21 de janeiro até agora estamos contabilizando 850 detenções de pessoas que protestaram”, comentou Alfredo Romero, diretor da ONG.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email