Português   English   Español

3,7 milhões passando fome na Venezuela por causa do socialismo

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Dados divulgados nesta segunda-feira (10) por agências da ONU apontam que a crise gerada pela ditadura socialista de Nicolás Maduro, na Venezuela, deixou 3,7 milhões de pessoas passando fome.

Em 2011, eram 900 mil famintos – número quatro vezes menor. A informação coincide com uma ofensiva que a Venezuela faz no exterior para desmentir que o país viva uma crise humanitária.

A ofensiva inclui encontros com governos aliados para impedir a aprovação de resoluções contra a ditadura de Nicolás Maduro usando o argumento de que a situação está sendo manipulada para “justificar uma intervenção” estrangeira no país.

Nos bastidores, o Grupo de Lima tenta conseguir votos para condenar Caracas no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Segundo a FAO, agência da ONU especializada em alimentação e agricultura, a proporção da população desnutrida na Venezuela caiu de 10,5%, em 2005, para 3,6%, em 2011. Mas, desde então, a alta foi constante. Hoje, o número é de 11,7%.

Adaptado da fonte Estadão

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações