44% dos paulistas querem Geraldo Alckmin atrás das grades

Uma pesquisa de opinião do Atlas Político mostra que 44% dos eleitores de São Paulo são a favor da prisão do pré-candidato do PSDB à Presidência Geraldo Alckmin.

Contra o tucano, pensam acusações de pagamento de propina envolvendo obras tocadas pelo ex-diretor do Dersa Paulo Preto, e doações ilegais da empreiteira Odebrecht.

Geraldo Alckmin aparece atrás de Jair Bolsonaro nas intenções de voto em São Paulo para a Presidência da República. De fevereiro a junho, a diferença aumentou de dois pontos para quatro pontos percentuais.

Com informações de O Antagonista
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia