- PUBLICIDADE -

4,4 milhões de domicílios sobreviveram apenas com auxílio emergencial

Auditoria indica que 17 mil mortos podem ter recebido auxílio emergencial
- PUBLICIDADE -

Este número, na prática, representa 6,5% do total de domicílios no país, segundo levantamento do Ipea.

Cerca de 4,4 milhões de domicílios do Brasil sobreviveram, no mês de julho, apenas com a renda do auxílio emergencial concedido pelo governo Jair Bolsonaro.

Na prática, este montante representa 6,5% do total de domicílios no país.

Os dados estão presentes em estudo sobre o assunto veiculado, nesta quinta-feira (27), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

No levantamento, o Ipea detalhou ainda que a ajuda financeira também foi suficiente para superar em 16% a perda da massa salarial entre as pessoas que permaneceram ocupadas, em julho.

Entre os domicílios mais pobres, os rendimentos atingiram 124% do que seriam com as rendas habituais, no mês, destaca o jornal Valor Econômico.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -