- PUBLICIDADE -

466 mortos em 5 dias de ofensiva do Talibã no Afeganistão

- PUBLICIDADE -

Esta é a pior ofensiva do grupo terrorista Talibã contra uma capital provincial do Afeganistão desde a de maio deste ano, que conseguiu ocupar durante um curto período de tempo a cidade de Farah.

Pelo menos 466 pessoas morreram, entre elas 40 civis, em combates entre terroristas do Talibã e as forças de segurança do Afeganistão desde o início há cinco dias da ofensiva dos insurgentes pelo controle da cidade de Ghazni.

“Os talibãs mortos são 326, enquanto 100 membros das forças de segurança morreram, entre eles 70 policiais, e mais de 40 civis mortos”, afirmou o porta-voz do Ministério da Defesa do Afeganistão, Ghafoor Ahmad Javid.

O porta-voz explicou que o número de mortos aumentou desde ontem de 325 para 466 porque as forças de segurança afegãs, com o apoio aéreo americano, estão fazendo uma varredura por toda a cidade e expulsando os insurgentes.

Sobre o número de civis mortos, Javid esclareceu que os dados ainda são preliminares e que obterão um balanço mais claro quando terminarem de inspecionar todas as casas, algo que já conseguiram fazer “em grande parte da cidade”.

“Todas as áreas dentro da cidade estão livres de combatentes talibãs e agora a operação está se centrando nas áreas oeste e norte dos arredores”, detalhou o porta-voz.

Outra das prioridades do exército e da polícia, apontou Javid, é ajudar a população de Ghazni, de 270 mil habitantes, sobretudo trazendo provisões de água e comida, já que em algumas partes da cidade, as mais inseguras, as lojas estão fechadas.

A crise humanitária se acentuou pelo corte geral de “todos os serviços públicos”, que incluem eletricidade, telecomunicações e distribuição de água, explicou o porta-voz.

 

Com informações da EFE
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -