50 pastores declaram apoio ao republicano Roy Moore após Washington Post acusá-lo de assédio sexual

Idiomas:

Português   English   Español
Judge Roy Moore participates in the Mid-Alabama Republican Club's Veterans Day Program in Vestavia Hills, Alabama, U.S., November 11, 2017. REUTERS/Marvin Gentry
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Kayla Moore, esposa do candidato republicano ao Senado do Alabama, compartilhou uma carta exibindo o apoio de mais de 50 pastores ao seu marido Roy Moore.


Dias depois do Washington Post publicar matéria acusando Roy Moore de contato sexual com uma criança de 14 anos em 1979, quando tinha 32 anos de idade, a sua esposa publicou a carta com apoio dos pastores no Facebook.

Na carta, os pastores disseram que o candidato favorito ao Senado do Alabama é uma “rocha imóvel nas guerras culturais” e vai enfrentar os ataques com “uma determinação incompreensível e rara”.

Roy Moore nega todas as acusações e diz estar sendo vítima de uma campanha difamatória da mídia esquerdista para que desista da sua candidatura ao Senado.

Com informações de: (1)

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...