500 milhões de contas do LinkedIn podem ter dados vazados

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

LinkedIn negou que não houve nenhuma violação de dados recente na plataforma.

Assim como vem acontecendo com outras grandes empresas, o LinkedIn também passou por uma violação massiva de informações.

Os dados de mais de 500 milhões de usuários foram colocados à venda em um popular fórum de hackers.

O vazamento de dados foi reportado pela ESET, empresa focada na detecção proativa de ameaças.

As informações, que passaram a ser oferecidas por meio de quatro arquivos, incluem:

  • Nomes completos
  • Sexo
  • E-mail
  • Telefone
  • Dados sobre o local de trabalho
  • Descrição profissional

O autor da postagem do fórum pediu uma quantia de 4 dígitos para o envio dos dados dos 500 milhões de perfis. 

No entanto, uma “amostra” com 2 milhões de perfis pode ser obtida pelos usuários do fórum por aproximadamente US$ 2 em créditos do fórum.

Em seu último comunicado, na última quinta-feira (8), o LinkedIn disse que não houve nenhuma violação de dados recente na plataforma, sugerindo que tudo estava seguro.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.