PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

5º candidato de oposição preso pela ditadura da Nicarágua

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A detenção faz parte da campanha de perseguição política promovida pela ditadura de Daniel Ortega.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A polícia da Nicarágua prendeu, neste domingo (20), mais um pré-candidato à Presidência, o jornalista Miguel Mora, de 57 anos.

A detenção faz parte da campanha de perseguição política promovida pela ditadura de Daniel Ortega.

De acordo com as autoridades policiais:

“[Mora foi preso por] realizar atos que minavam a independência, a soberania e a autodeterminação do país.”

O pré-candidato também foi acusado de:

“Incitar interferência estrangeira em assuntos internos.”

A detenção de Mora aconteceu com base na lei 1.055, que foi sancionada em dezembro.

O texto é apontado por órgãos internacionais como um mecanismo legal para barrar críticos e opositores de Ortega nas eleições presidenciais de 2021.

Esta é a segunda vez que Mora é preso pela ditadura do país. A primeira aconteceu em dezembro de 2018, ao lado da também jornalista Lucía Pineda Ubau.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.