62 mil domicílios serão atendidos pela fábrica de biogás em SP

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Brasil agora tem uma fábrica de biogás, em Guariba, interior de São Paulo.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou da inauguração de uma fábrica de biogás, em Guariba, interior de São Paulo, durante a semana. 

A unidade da empresa Raízen será a primeira em escala comercial no mundo a converter subprodutos da produção de etanol e cana-de-açúcar em geração de energia elétrica. 

De acordo com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, com um potencial instalado de 21 megawatts e capacidade de geração de 138 mil megawatts/hora por ano, a nova fábrica é capaz de abastecer 62 mil domicílios com energia elétrica. 

Albuquerque disse ainda que o potencial de produção de biogás no Brasil, somente a partir da vinhaça, pode atingir em 2030 até 45 milhões de metros cúbicos por dia, o que corresponde a mais de duas vezes o volume médio de gás natural importado da Bolívia em 2019.

“O biogás e biometano, além de serem utilizados para geração de energia elétrica, podem também substituir o óleo diesel nos ônibus, caminhões e máquinas agrícolas. Ou mesmo, no caso do biometano, ser injetado na rede de gasodutos, sendo consumido como substituto do gás natural. Temos aí a aprovação, em breve, do novo marco do gás e não tenho dúvida que essa nova indústria também vai se associar a isso, o que vai ser importantíssimo para a reindustrialização do país”, disse Albuquerque.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.