- PUBLICIDADE -

66 congressistas alvos da Lava Jato querem novo mandato

- PUBLICIDADE -

Investigadores afirmam que pleito será grande teste para a operação que atingiu principais líderes e partidos.

As eleições de outubro são consideradas um teste para a Operação Lava Jato, que há quatro anos arrastou os principais partidos e líderes políticos do país para uma crise sem precedentes. Mas a investida do Ministério Público Federal e da Polícia Federal não impediram que ao menos 66 congressistas investigados na Lava Jato e seus desdobramentos voltem a disputar nas urnas.

Ao todo, 40 deputados federais buscam à reeleição à Câmara. Outros quatro querem uma cadeira no Senado, além de dois deputados que buscam comandar um governo estadual e um que disputa cargo de deputado estadual. No Senado, 18 parlamentares vão tentar novamente conquistar votos dos eleitores.

A maior parte dos investigados que estão atrás de um recall nas urnas é do centrão, grupo político que apoia o presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin – sendo 27 do PP, 5 do DEM, 5 do PR, 2 do Solidariedade e 2 do PRB.

 

Adaptado da fonte JOTA
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -