- PUBLICIDADE -

67 pedidos de cooperação na Lava Jato entre Brasil e Suíça

- PUBLICIDADE -

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recebeu, nesta sexta-feira (18), uma delegação de representantes do governo suíço.

Participaram da visita a secretária de Estado do Departamento Federal de Negócios Estrangeiros da Suíça, Pascale Baeriswyl, e sua equipe, além do embaixador do país no Brasil, Andrea Semadeni.

Durante a reunião, foram tratados assuntos ligados à operação Lava Jato e os processos relativos ao caso que tramitam nos dois países.

Raquel Dodge explicou especificidades sobre a atuação do Ministério Público Federal (MPF) e o processamento das ações penais e civis nas diferentes instâncias da justiça brasileira.

Acompanhada de procuradores que atuam na força-tarefa da Lava Jato perante o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ), a PGR mencionou a troca de informações entre os países no âmbito da operação. Sobre esse assunto, Pascale Baeriswyl levantou a possibilidade de criação de equipes conjuntas de investigação.

No âmbito da Lava Jato, a Secretaria de Cooperação Internacional (SCI) do MPF acompanha um total de 63 pedidos de cooperação feitos pelo país europeu. Desse montante, 43 são referentes a transmissão espontânea de informações ou transferência de processos da Suíça ao Brasil.

Além disso, há 67 solicitações feitas pelo Brasil às autoridades suíças, dos quais 24 foram cumpridos. Já em casos que não estão relacionados com a Lava Jato, são 17 solicitações ativas em andamento, sendo que quase todos envolvem o bloqueio e repatriação de valores ao Brasil.

 

Com informações de: [CT]

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -