70 bombas-relógio no centro de São Paulo

Idiomas:

Português   English   Español
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O oportunismo dos movimentos da extrema-esquerda, a crise econômica e o aumento no preço dos aluguéis no Centro de São Paulo fizeram com que o número de prédios invadidos saltasse de 42, em 2013, para cerca de 70.


Em 2013, um estudo havia identificado 42 imóveis invadidos no centro. Desde então, movimentos sem-teto ganharam força, inclusive com a profusão de pequenos grupos, afirmam as próprias lideranças.

Segundo informações da Folha:

De acordo com levantamento da pasta da Habitação, cerca de 25% das ocupações monitoradas pelo Núcleo de Mediação de Conflitos, municipal, estão no centro da cidade, com 7% das famílias residentes nas moradias.

Na zona leste, estão 22% dos imóveis ocupados. Neles, estão 30% das famílias.

O núcleo, vinculado à pasta, visa negociar soluções entre proprietários e ocupantes.

De acordo com informações do BR-18:

Segundo a secretaria de Habitação, haveria mais de 4.000 famílias vivendo nesta situação.

Como são prédios abandonados, as condições de segurança muitas vezes são similares às do prédio que desabou.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...