83% dos estupros na Dinamarca são cometidos por migrantes ou descendentes

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

10 em cada 12 estupros na Dinamarca são cometidos por migrantes ou seus descendentes.

O estudo foi realizado pelo jornal dinamarquês BT com base em relatórios das condenações feitas entre janeiro de 2016 e maio de 2017.

A maior parte dos violadores são da Macedônia, Somália, Bulgária, Iraque e Eritreia.

Inger Støjberg, o Ministro da Integração e Imigração, disse:

É completamente horrível. E isso diz que há algo errado com algumas das comunidades de imigrantes na Dinamarca. Algo que vimos ao longo de muitos anos é que as taxas de criminalidade são muito mais altas nos círculos de imigrantes do que entre os dinamarqueses. E quando eu vejo esses estupros muito violentos é um sinal claro de que você não se integrou.

O chocante estudo revela que a maior parte desses estupradores eram imigrantes ilegais e que cometeram vários estupros na Dinamarca antes de serem detidos.

Enquanto alguns tentam justificar o aumento no número de casos de violência sexual no país, em 2017, os estupros aumentaram 196%. Essa elevação gritante ocorre desde que o partido Liberal assumiu a Dinamarca e permitiu uma entrada maior de migrantes.

 

Traduzido e adaptado de BT

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.