85% dos conservadores acham que as redes sociais praticam censura

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Uma novo levantamento do instituto Pew Research mostra que a grande maioria dos conservadores acredita que empresas de tecnologia e sites como Facebook, Twitter e Google praticam censura de discursos políticos e silenciam opiniões conservadoras.


A pesquisa entrevistou 4.594 adultos dos Estados Unidos e descobriu que cerca de 72% acreditam que as redes sociais têm algum controle sobre as postagens políticas e que o Facebook/Twitter censuram com frequência informações políticas que se opõem ao ponto de vista corporativo.

85% dos conservadores se sentem marginalizados pelas redes sociais, enquanto 64% acreditam que as redes sociais mais populares têm uma tendência claramente liberal (esquerdista).

Entre os esquerdistas, 43% não enxergam viés político nas redes sociais e 53% acreditam que as empresas de tecnologia tratam os dois lados com igualdade.

Twitter e Facebook ainda têm um longo caminho a percorrer antes de conseguir a confiança do público conservador.

 

Traduzido e adaptado de The Daily Wire

Anúncio

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...