Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

A aproximação de Israel com Bolsonaro e Salvini

A aproximação de Israel com Bolsonaro e Salvini
COMPARTILHE

O governo de Israel está muio animado com o fortalecimento das relações com o governo da Itália e com o futuro governo de Jair Bolsonaro no Brasil.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu selou uma nova amizade nesta quarta-feira (12), com Matteo Salvini, vice-premiê da Itália.

Há seis meses no cargo, o líder do partido direitista italiano Liga, conhecido por sua agenda anti-globalista e frequentemente acusado de xenofobia pela grande mídia, foi saudado como “grande amigo de Israel” em viagem oficial de dois dias nesta semana.

Em Israel, onde desembarcou na terça-feira, Salvini desconsiderou o protocolo europeu costumeiro e não se encontrou com representantes da Autoridade Palestina, registra o “Globo“.

Ele também atribuiu o ressurgimento do antissemitismo na Europa aos imigrantes muçulmanos e criticou a posição da UE sobre Israel, conforme noticiou a Renova.

A nova parceria com Bolsonaro

O premiê israelense Benjamin Netanyahu também encontrou um novo aliado na América do Sul.

O líder de Israel anunciou que vai comparecer na posse do presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, em 1º de janeiro.

Em entrevista a um jornal israelense logo depois da eleição, Bolsonaro anunciou que vai transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, como foi feito pelos Estados Unidos no ano passado, e até agora havia sido seguido apenas pela Guatemala.

No dia seguinte, no Twitter, o premier israelense comemorou:

Felicitei meu amigo e presidente eleito do Brasil Jair Bolsonaro por sua intenção de transferir a embaixada brasileira para Jerusalém, um passo histórico, justo e animador.

Enquanto Bolsonaro não sobe a rampa do Planalto, governos estaduais já articulam contratos ambiciosos de compra de tecnologia do país judeu.

As negociações abrangem desde a aquisição de dessalinizadores a equipamentos de segurança, como armas e drones, informa a Renova.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários