A batalha de Bolsonaro contra o ‘reduto esquerdista’ nas universidades

Idiomas:

Português   English   Español
A batalha de Bolsonaro contra o ‘reduto esquerdista’ nas universidades
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Com a promessa de acabar com “reduto esquerdista” nas federais, Bolsonaro deverá comprar briga nas instituições.

O sindicato dos reitores das universidades federais, a Andifes, está preocupada sobre como serão escolhidos os reitores no governo do Jair Bolsonaro.

Em nota publicada na última semana, os reitores disseram estar com medo de que o presidente cumpra o que está previsto na lei e, sob nova direção, não respeite necessariamente o resultado das eleições organizadas a cada ano nas instituições de ensino superior do Brasil.

Eleito com um discurso forte contra o ativismo esquerdista na educação brasileira, Bolsonaro dificilmente aceitará que um reitor considerado simpatizante de certas correntes políticas e ideológicas passe pelo crivo do Ministério da Educação.

Bolsonaro e seus assessores afirmam que as universidades são “redutos de esquerdistas” e, por isso, as “eleições” nas universidades estariam viciadas, registra a “Gazeta do Povo”.

Na realidade, as eleições para novos reitores nas universidades são apenas consultas feitas à comunidade acadêmica. Por isso, a gestão Bolsonaro promete mudar o modus operandi atual e dizer “não” a quem puder trazer problemas às mudanças que o governo pretende operar nas instituições de ensino.


Newsletter RENOVA

Receba diariamente as últimas notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque