- PUBLICIDADE -

A falsa narrativa do ‘autoexílio’ de Márcia Tiburi

A falsa narrativa do 'autoexílio' de Márcia Tiburi
- PUBLICIDADE -

A petista Tiburi disse que não estava morando mais no Brasil desde o fim do ano passado por causa de supostas ameaças.

Márcia Tiburi, que concorreu ao governo do Rio de Janeiro nas últimas eleições pelo Partido dos Trabalhadores (PT), afirmou ter decidido abandonar o Brasil para fugir de supostas ameaças que estaria recebendo.

“Eu não podia ir a uma padaria, recebia ameaças de morte, não dava para viver assim”, alegou a petista, como você viu na RENOVA.

A narrativa de perseguição da petista teve uma intensa repercussão em vários jornais da grande mídia e em todos os blogs financiados ao longo dos anos pelos governos do PT.

O discurso vitimista de Tiburi, no entanto, não revela toda a verdade sobre sua decisão de deixar o Brasil após a vitória do presidente Jair Bolsonaro nas últimas eleições.

Ela é casada com o juiz Rubens Casara, que conseguiu uma licença remunerada de dois anos no TJ do Rio, para fazer um pós-doutorado em Paris, registrou O Globo.

Atualmente fazendo uma residência literária em Pittsburgh, nos Estados Unidos, a petista Tiburi disse que pretende se mudar para a França, mas não mencionou a informação sobre o pós-doutorado do marido durante sua conversa com o UOL.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -