A pobreza no Brasil não diminuiu graças ao PT

A redução na população vivendo em extrema pobreza não aconteceu apenas no Brasil: entre 1997 e 2013, a parcela da população mundial em condições de extrema pobreza passou de 33% para 3,4% nos países emergentes.

Uma das principais alegações dos defensores do Partido dos Trabalhadores (PT) é a de que, graças às suas políticas, milhões de brasileiros saíram da pobreza.

Sim, é preciso reconhecer: o Brasil apresentou avanços no combate à desigualdade social e na redução da pobreza.

Mas uma nova pesquisa mostra que a redução obtida nos anos entre 1994 e 2015 — de 59,8 para 51,3 — ficou aquém da redução média global e da redução média nos países em desenvolvimento no mesmo período.

Outro problema é a desigualdade, que continua sendo extremamente alta. O país tem o terceiro pior índice de Gini do mundo, 51,3.

 

Com informações da Gazeta do Povo
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia