Abert repudia ‘intimidação ao trabalho da imprensa’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Intimidação da CPI da Pandemia contra jornais é repudiada por associação.

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) divulgou, neste domingo (1º), o requerimento de quebra de sigilo bancário apresentado pelos senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Humberto Costa (PT-PE) contra oito iniciativas jornalísticas do Brasil, inclusive o do portal RenovaMídia.

Os requerimentos estão entre os 135 a serem apreciados na 38.ª reunião da CPI da Covid-19, marcada para 3 de agosto, na retomada dos trabalhos da comissão.

Em um comunicado divulgado pelo jornal Gazeta do Povo, a Abert destaca que o requerimento não aponta “qualquer dado ou informação concreta que justifique a adoção de medida extrema” contra a emissora Jovem Pan. 

A entidade ainda acrescentou que a CPI “tem como objetivo investigar ações e eventuais omissões do governo federal no combate à pandemia do novo coronavírus no Brasil“:

“E qualquer tentativa de intimidação ao trabalho da imprensa é uma afronta à liberdade de expressão, direito garantido pela Constituição Brasileira.” 

A organização completou:

“A Abert espera que sejam observados a liberdade de imprensa e o Estado Democrático de Direito.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.