- PUBLICIDADE -

Aborto em risco na Suprema Corte dos Estados Unidos

- PUBLICIDADE -

A aposentadoria do juiz da Suprema Corte Anthony Kennedy colocou em risco o direito universal ao aborto nos Estados Unidos.

O presidente Donald Trump deve substituí-lo por um magistrado conservador contrário à decisão que descriminalizou a interrupção voluntária da gravidez em 1973.

A advogada feminista Gloria Allred declarou à AFP:

Estou muito preocupada. Existe um grande risco de que (a decisão no caso) ‘Roe vs Wade’ seja censurada pelo próximo magistrado.

Do outro lado, Lila Rose, ativista contra o aborto, antecipou “o fim da horrível e imoral decisão de 1973”.

Os juízes da Suprema Corte, guardiões da Constituição, são nomeados pelo presidente e confirmados pelo Senado para um cargo vitalício, que pode ser voluntariamente interrompido, como no caso de Kennedy.

As suas decisões abarcam temas fundamentais da sociedade como o casamento homossexual, a discriminação racial e as polêmicas eleitorais.

Anthony Kennedy foi nomeado pelo republicano Ronald Reagan, mas foi considerado moderado em temas como o aborto.

O seu substituto será nomeado pelo presidente Trump, que já nomeou outro magistrado conservador, Neil Gorsuch, inclinando a balança ideológica da Suprema Corte para a direita.

 

Com informações do BOL
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -