Português   English   Español

Acordos com empresas alvos da Lava Jato já somam R$ 8,9 bilhões

Acordos com empresas alvos da Lava Jato já somam R$ 8,9 bilhões
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Braskem S.A. e outras seis companhias do setor da construção e do petróleo já haviam admitido a prática de corrupção e decidido colaborar.


Acordo de leniência firmado com a Braskem S.A. eleva para R$ 8,93 bilhões o valor total ajustado pela Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU) com gigantes da construção e do petróleo investigadas na Operação Lava Jato.

O pacto com a Braskem, do setor petroquímico, que foi assinado na última sexta-feira (31), prevê que a empresa pagará R$ 2,87 bilhões até janeiro de 2025, com correção pela taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia), informa o portal R7.

Outras seis gigantes da construção e do petróleo já haviam admitido a prática de corrupção e decidido colaborar, acertando contas com a Controladoria e a AGU:

  • Andrade Gutierrez – R$ 1,49 bilhão;
  • SBM Offshore – R$ 1,22 bilhão;
  • Odebrecht – R$ 2,72 bilhões;
  • MullenLowe e FCB Brasil – R$ 53,1 milhões;
  • Bilfinger – R$ 9,8 milhões;
  • UTC Participações – R$ 574 milhões.

Todas são alvo de investigações “por desvios de recursos da União e de empresas estatais federais”, segundo a CGU.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...