Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Acusados pelo incêndio na boate Kiss vão a júri popular

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Acusados pelo incêndio na boate Kiss vão a júri popular
COMPARTILHE

Ministros da 6ª Turma do STJ entenderam que elementos indicam que acusados assumiram risco de matar.

Os réus Elisandro Spohr e Mauro Hoffmann, sócios da boate Kiss, e Marcelo Santos e Luciano Bonilha, integrantes da banda que tocava na noite do incêndio, irão a júri popular após decisão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A tragédia ocorreu em janeiro de 2013 na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e deixou 242 mortos e 636 feridos, a maioria jovens universitários que estavam em uma festa na boate.

Caberá à justiça em Santa Maria definir os próximos passos do processo e marcar o júri popular. A defesa dos réus ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

No entendimento dos ministros do STJ, os elementos do processo indicam que os responsáveis pela boate e os músicos da banda que tocava na noite no incêndio tiveram o chamado dolo eventual, ou seja, assumiram o risco de matar, informa o site G1.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.