Português   English   Español
Português   English   Español

Adiamento da cirurgia de Bolsonaro é normal e indica prudência

Adiamento da cirurgia de Bolsonaro é normal e indica prudência
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O quadro de saúde do presidente eleito Jair Bolsonaro descrito em boletim médico divulgado nesta sexta-feira (23) é normal em pacientes que passaram por situações semelhantes.

Jair Bolsonaro se submeteu a exames pré-operatórios no hospital Albert Einstein, em São Paulo, e os médicos decidiram adiar a cirurgia para retirada da bolsa de colostomia que ele carrega desde setembro, quando sofreu um ataque a faca durante a campanha.

Inicialmente, o procedimento seria feito em dezembro, antes da posse dele na Presidência.

No comunicado, o hospital informou que o presidente eleito está bem clinicamente, mas ainda enfrenta uma inflamação do peritônio e um processo de aderência entre as alças intestinais (quando os tecidos grudam um no outro), segundo informações da Renova Mídia.

A equipe que atendeu o político só se pronunciou por meio do boletim.

“Adiar esse tipo de cirurgia nunca vai ser visto como imprudente”, diz o cirurgião do aparelho digestivo Diego Adão Fanti Silva. “A recuperação seria mais lenta se fosse feita agora.”

 

Adaptado da fonte Folha

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!