Português   English   Español

“Adversário” de Evo Morales envolvido com propinas da Odebrecht

O futuro da Bolívia parece ser bastante sombrio. Enquanto o proto-ditador Evo Morales tenta se eleger como Presidente pela quarta vez consecutiva, o seu principal adversário está envolvido em esquema de propinas da empreiteira Odebrecht.

Uma comissão parlamentar que investigou ligações de bolivianos com as empresas Odebrecht e Camargo Corrêa na construção de estradas revelou, nesta terça-feira (6), “movimentos incomuns e suspeitos” nas contas do ex-presidente da Bolívia Carlos Mesa e pediu uma investigação judicial.

“Encontramos esses movimentos incomuns e suspeitos nas contas de Carlos Mesa, em ex-ministros e ex-vice-ministros”, disse em entrevista coletiva no Congresso a deputada Susana Rivero, titular da comissão, que recomendou a inclusão do ex-presidente nas averiguações.

Historiador, jornalista e porta-voz da causa marítima no julgamento que a Bolívia perdeu para o Chile no tribunal de Haia, Mesa seria o principal adversário do presidente Evo Morales nas eleições gerais de 2019, segundo pesquisas dos meios de comunicação.

Rivero, ex-ministra de Morales, pediu ao Congresso que aprove este relatório e envie a informação à Procuradoria para o início da investigação.

 

Adaptado da fonte AFP

Deixe seu comentário

Veja também...