Advogado de Adélio confiante que PF não descobrirá financiador

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O advogado Zanone Júnior negou com veemência a hipótese de ter assumido a defesa de Adélio Bispo de graça.

Ele reafirmou aquilo que já havia dito em depoimento: recebeu R$ 25 mil no primeiro momento de um patrocinador anônimo. Segundo o advogado, esta figura desapareceu em seguida.

O defensor do esfaqueador de Jair Bolsonaro afirma que veículos de comunicação bancaram viagens da defesa a Campo Grande (MS), onde Adélio está preso em regime de segurança máxima.

Segundo a “Gaúcha ZH“, Zanone Júnior declarou:

Estou totalmente tranquilo. Podem procurar que não vão achar uma agulha aqui. Eu me cuido. Mas fico pesaroso porque está abrindo um precedente.

Ele creditou a ação da Polícia Federal e o aumento das cobranças por um esclarecimento do caso à proximidade da posse de Bolsonaro:

Isso é por causa da posse. Inclusive se o Bolsomito quiser contratar o meu escritório é só me procurar. Não tenho absolutamente nada contra ele.

Segundo o advogado de Adélio Bispo, a PF não vai descobrir quem pagou a primeira fase da defesa “a não ser que a pessoa queira” e aproveitou para passar uma orientação:

Escreva aí que se a pessoa quiser manter a cláusula de confidencialidade que não me procure e nem a nenhum dos advogados do meu escritório pois estamos todos grampeados. Essa conversa nossa, agora, está sendo espelhada.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.