Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Advogado de Lula e filho do presidente do STJ viram réus no Rio

Ao todo, 26 pessoas são acusadas de terem feito parte de um esquema de desvio de R$ 151 milhões da Fecomércio-RJ.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

PF mira organização que fabricava e vendia moeda falsa
COMPARTILHE

O juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, aceitou uma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra advogados envolvidos num suposto esquema de desvio de R$ 151 milhões do Sistema S

Entre os 26 réus, estão Cristiano Zanin, defensor do ex-presidente e ex-presidiário Lula da Silva (PT), e Eduardo Martins, filho do ministro Humberto Martins, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

Outra banca citada na colaboração premiada de Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomercio no Rio, é a de Frederick Wassef, advogado da família do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Os acusados também foram alvos de uma operação de busca e apreensão, batizada de “E$quema S”, como noticiou a RenovaMídia.

O objetivo desse esquema, segundo o MPF, seria garantir nos tribunais que o empresário Diniz continuasse à frente da Fecomércio-RJ. 

Ao longo da investigação, foram identificados aos menos 43 indícios de fatos criminosos, que envolveram desde tráfico de influência até corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Na maior parte das irregularidades teria a participação de Zanin e Eduardo Martins, destaca a revista Veja.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.