Afegão mata namorada alemã por não se converter ao islã

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Um refugiado do Afeganistão foi preso pela polícia da Alemanha após assassinar sua namorada à facadas depois que ela rejeitou a conversão ao Islamismo.

Ahmad G. – 18 anos – estava apelando na justiça contra uma ordem de deportação quando, de acordo com autoridades, tirou a vida da jovem Mireille B. – também 18 anos – após ela recusar repetidamente usar o véu islâmico.

Mireille é uma das várias jovens mulheres que morreram nos últimos anos nas mãos de refugiados na Alemanha. Esta elevação dos crimes ajudaram a impulsionar o surgimento do partido de direita anti-globalista, Alternativa para Alemanha (AfD).

A garota foi esfaqueada na noite de segunda-feira (12) na cidade de Flensburg, no norte do país.

Um bom amigo da família de Mireille contou ao jornal Bild:

Ahmad era um galo ciumento que sempre quis a controlar. Havia desentendimentos constantes. Ele insistia que ela deveria se converter ao Islã e sempre usar o véu islâmico.

De acordo com o Ministério Público, Ahmad G. entrou na Alemanha em 2015 como um refugiado não acompanhado.

“O pedido de asilo foi rejeitado. No entanto, ele apelou contra isso “, disse Clemens Teschendorf, porta-voz da cidade de Flensburg.

Três anos depois, o refugiado do Afeganistão, cujo pedido de asilo rejeitado pelo governo, assassinou uma jovem garota alemã à facadas depois que ela demonstrou não ter interesse em seguir sua fé.

 

Com informações de: [DailyMail]

RENOVA Mídia precisa do seu apoio para continuar em funcionamento. Conheça nossa história e faça sua doação (boletou ou cartão) através da plataforma ApoiaSe. Clique AQUI e faça sua parte.

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações