Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

África pode deixar as fábricas da China sem matéria-prima

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Africa pode deixar as fabricas da China sem materia prima
Imagem: Waldo Swiegers/Bloomberg

Mesmo com a China reabrindo lentamente suas fábricas, elas correm o risco de ficar sem matéria-prima.

O governo da África do Sul impôs um bloqueio de três semanas, a partir do dia 26 de março, para combater a pandemia do novo coronavírus.

Milhões de sul-africanos estão confinados em suas casas. A maioria das empresas estão fechadas — incluindo as minas, que são um dos principais fatores para manutenção do abastecimento da cadeia de suprimentos global.

Mesmo com a China reabrindo lentamente suas fábricas, elas correm o risco de ficar sem suprimentos enquanto o vírus se espalha para nações africanas que produzem matérias-primas vitais.

A África fornece os metais e minerais necessários para praticamente todos os produtos industriais, por este motivo, países do continente, que são fortemente dependentes do comércio com a China, estão sofrendo com o colapso dos preços das commodities.

As minas africanas que produzem matérias-primas para fábricas em todo o planeta estão se preparando para a proliferação do coronavírus. 

Na África do Sul, a Kumba Iron Ore Ltd., maior produtora de minério de ferro do continente, e a Anglo American Platinum Ltd. e a Sibanye Stillwater Ltd., as principais fornecedoras de platina do mundo, reduziram a maior parte de sua produção. 

As minas de cromo e manganês, que fornecem ingredientes para o aço, também foram fechadas em grande parte, destaca a agência Bloomberg.

Em Luabala, uma província da República Democrática do Congo que é uma importante fornecedora de cobre e cobalto, as minas permanecem abertas, mas a força de trabalho se limita ao pessoal essencial para minimizar o risco de contágio pela Covid-19.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias