- PUBLICIDADE -

África respira após enfrentar enxame de bilhões de gafanhotos

África respira após enfrentar enxame de bilhões de gafanhotos
- PUBLICIDADE -

Enxames de bilhões de gafanhotos percorreram grande parte do leste da África nos últimos meses.

A Agência de Alimentação e Agricultura da ONU (FAO) anunciou, nesta quarta-feira (20), que conseguiu salvar 720 mil toneladas de cereais em 10 nações da África

As colheitas, que têm potencial para alimentar até 5 milhões de pessoas em um ano, costumam ser alvos de nuvens de gafanhotos que vêm assolando o continente africano.

Em março, nós informamos¹ que o Quênia estava combatendo o pior ataque de gafanhotos dos últimos 70 anos. A infestação também estava acabando com os pastos e as plantações na Somália e na Etiópia, e varrendo o Sudão do Sul, Djibuti, Uganda e Tanzânia.

Mesmo com as boas notícias divulgadas pela FAO, as chuvas recentes podem causar uma segunda onda de gafanhotos, já que essas condições geralmente intensificam o desenvolvimento dos insetos. 

A FAO destacou² ainda que a atual pandemia de coronavírus pode complicar as iniciativas para mitigar as consequências humanitárias da praga, como o envio de “insumos agrícolas” e de dinheiro para os agricultores e fazendeiros.

Referências: [1][2]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -