Português   English   Español

Agência de propaganda do Estado Islâmico alvo de operação

As polícias dos Estados Unidos e da União Europeia conseguiram paralisar os principais órgãos de propaganda do grupo Estado Islâmico na internet.

A operação internacional sem precedentes foi realizada em parceria com diversos países europeus e o Canadá, segundo o anúncio da agência de polícia europeia, a Europol, nesta sexta-feira (27).

A operação, realizada na quarta (25) e quinta (26), visou especialmente a agência Amaq, utilizada pelos extremistas para divulgar informações sobre o grupo Estado Islâmico e reivindicar atentados e ataques no Oriente Médio e outros lugares do mundo, como as ações terroristas de Nice, Paris, Bruxelas, Barcelona e Berlim.

De acordo com informações da RFI:

Outros veículos afetados foram a rádio al-Bayan e os sites Halumu e Nashir. Para realizar a tarefa, os países identificaram e bloquearam servidores online utilizados pelos radicais islâmicos nos Estados Unidos e na Europa.

Segundo Rob Wainwright, comandante da Europol, a capacidade da Amaq de fazer propaganda e recrutar jovens foi seriamente comprometida após a operação. Os serviços de inteligência europeus e americanos traçavam há anos estratégias para barrar a utilização da internet pelo grupo Estado Islâmico.

Policiais belgas, búlgaros, canadenses, franceses, holandeses, romenos, britânicos e americanos colaboraram no “esforço coordenado destinado a impedir o EI de publicar sua propaganda terrorista durante um tempo indeterminado”, com apreensão de servidores na Holanda, Canadá e Estados Unidos, assim como equipamentos na Bulgária, França e Romênia.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...