Português   English   Español

Agência ligada a Soros abandona “fact-checking” para se opor a Bolsonaro

Agência ligada a Soros abandona “fact-checking” para se opor a Bolsonaro
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A Agência Pública anunciou nesta segunda-feira (10) que o seu “projeto de fact-checking”, o Truco, “deixa de ser um projeto permanente”.


Segundo o comunicado, a Pública focará em “investigar o governo Bolsonaro e as consequências que ações do governo terão na vida dos brasileiros – em especial, das populações mais vulneráveis”.

Em outras palavras: a agência tirou a máscara e admitiu que fará oposição ao novo governo de Jair Bolsonaro.

Curiosamente, a agência Pública já recebeu incentivos financeiros da fundação do bilionário George Soros.

Soros é um dos principais impulsionadores da agenda globalista e participa ativamente do combate à políticos de viés nacionalista mundo afora.

De acordo com informações do “ILISP“:  

Autodenominada “agência de jornalismo investigativo e fact-checking“, a Agência Pública recebeu mais de R$ 1 milhão do principal financiador da esquerda pelo mundo, o húngaro-americano George Soros.

De acordo com documentos vazados da Open Society Foundation de Soros e disponíveis na Internet, a Agência Pública – cuja razão social é “Centro de Jornalismo Investigativo” – recebeu da organização de Soros financiamentos no valor de $85.000 entre 2011 e 2012, $86.500 entre 2014 e 2015, e $162.900 entre 2015 e 2016, totalizando mais de R$ 1 milhão em valores atuais.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...