Português   English   Español

Agente do FBI demitido da investigação sobre suposta influência da Rússia após mensagens anti-Trump vazarem

Peter Strozk é o nome do agente do FBI demitido pelo Procurador-especial, Robert Mueller, depois que várias mensagens com alto teor anti-Trump foram vazadas.

O agente Peter Strozk não foi um simples membro da investigação sobre o suposto conluio entre a campanha de Trump e o governo da Rússia.

Ele foi um dos oficiais que entrevistaram o ex-chefe da Segurança Nacional, Michael Flynn. Ele também participou ativamente das investigações do FBI sobre o caso dos emails de Hillary Clinton, que surpreendentemente terminou sem nenhuma acusação.

Strozk também foi um dos principais responsáveis por pressionar o FBI a investigar a campanha de Donald Trump com base no dossiê falso da Fusion GPS financiado pelo Partido Democrata.

As mensagens enviadas por Strzok não eram apenas anti-Trump, mas também pro-Hillary. Isso promoveu a ira dos críticos, porque antes de se juntar à investigação liderada por Robert Mueller, ele editou o discurso do ex-diretor do FBI, James Comey, exonerando Hillary Clinton de qualquer acusação formal.

Alguns dias atrás, o presidente Donald Trump propagou esta informação no twitter, antes do nome do agente ser publicado pela imprensa.

AGENTE DO FBI ANTI-TRUMP LIDEROU INVESTIGAÇÃO SOBRE EMAILS DE CLINTON. Agora tudo começa a fazer sentido.

As ações do agente Peter Strzok estão sendo revisadas pelo Escritório do Inspetor-Geral do Departamento de Justiça pelo papel que ele desempenhou durante a investigação do FBI contra Hillary Clinton e em outros casos de âmbito político.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter