Agentes do FBI verificam memorando e não encontram impresições

An FBI agent walks inside the Solyndra headquarters building in Fremont, Calif., on Sept. 8, 2011.

Dois agentes do alto escalão do FBI já analisaram o polêmico memorando que alega abusos dos órgãos de vigilância pelo governo Obama durante a campanha presidencial de 2016 e não encontraram nenhuma imprecisão.

De acordo com uma fonte da Fox News, os agentes da Polícia Federal dos Estados Unidos “não conseguiram apontar qualquer imprecisão factual” no documento.

Os dois funcionários – um da divisão de contra-inteligência e o outro da divisão legal – participaram de uma revisão inicial do memorando durante uma rara visita do diretor do FBI, Christopher Wray, ao Capitólio nesse domingo (28/01).

O Comitê de Inteligência da Câmara votou no final da segunda-feira (29/01) para liberar o memorando, provocando uma reação dos legisladores democratas.

O principal representante democrata, Adam Schiff, chamou de “um dia muito triste“. O presidente Trump tem cinco dias úteis para rever o conteúdo, mas é amplamente esperado que não bloqueie sua liberação para o público.

Após a votação do comitê, uma fonte confirmou que os funcionários da Câmara levaram fisicamente o memorando até o presidente na Casa Branca.

O FBI não concedeu nenhum comentário a Fox News sobre a revisão do documento pelos funcionários do gabinete.

 

Com informações de: [FoxNews]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia