- PUBLICIDADE -

Agentes penitenciários facilitaram morte de Jeffrey Epstein

Agentes penitenciários facilitaram morte de Jeffrey Epstein
- PUBLICIDADE -

Epstein, de 66 anos, estava preso há mais de 30 dias quando foi encontrado morto, em 10 de agosto.

O magnata norte-americano Jeffrey Epstein teria cometido suicídio em uma penitenciária em Manhattan, nos Estados Unidos, no dia 10 de agosto.

O bilionário apareceu morto em sua cela enquanto aguardava a conclusão do inquérito com acusações de abuso sexual e tráfico de menores.

Dois agentes federais que estavam trabalhando na noite do crime foram condenados, nesta terça-feira (19), por terem supostamente falhado em conferir o detento a cada meia hora, como é previsto pelo regulamento interno, informa o jornal Gazeta do Povo.

As condenações são as primeiras a surgirem com a abertura da investigação criminal após a morte de Epstein. 

De acordo com a autópsia do chefe do departamento médico da cidade de Nova York, a causa da morte de Epstein foi o suicídio. 

Os advogados de Epstein, no entanto, contestaram a conclusão, e um patologista forense contratado pela família do empresário afirmou que as “evidências apontam para homicídio“.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -