Agricultores plantam jardins circulares no deserto do Saara

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Jardins circulares no Senegal representam uma abordagem nova da “Grande Muralha Verde”.

Os agricultores do Senegal estão a caminho de construir sua própria “Grande Muralha” — mas a será totalmente verde.

Ao sobrevoar a cidade de Boki Diawe, no nordeste do país, a visão de sementes recém-plantadas em jardins circulares cuidadosamente planejados no Deserto do Saara chama a atenção.

Os jardins, conhecidos localmente como Tolou Keur, são a encarnação mais recente do projeto “A Grande Muralha Verde”. 

Eles foram projetados por Aly Ndiaye, um engenheiro agrícola senegalês que não pôde deixar o país quando as fronteiras foram fechadas em meio à pandemia do novo coronavírus.

Lançada em 2007 pela União Africana com o apoio da União Europeia, do Banco Mundial e das Nações Unidas, a iniciativa tinha o objetivo original de ajudar a prevenir a desertificação, sufocando o Saara enquanto este se movia para o sul. 

O plano era plantar um cinturão de árvores com 16 quilômetros de largura e 4.350 quilômetros de extensão na região do Sahel, conectando Senegal ao Djibouti.

No entanto, o programa enfrentou uma variedade de problemas, incluindo a dificuldade de plantar árvores na savana ressecada e a falta de financiamento.

Projeto da “Grande Muralha Verde”

Por isso, os jardins circulares no Senegal representam uma abordagem nova e mais localizada do projeto da “Grande Muralha Verde”.

De acordo com a agência de reflorestamento do Senegal, já são mais de duas dúzias de jardins “Tolou Keur” pelo país africano. 

Quando o Senegal teve que fechar sua fronteira ao coronavírus, as aldeias tiveram que se tornar mais autossuficientes, o que contribui para a expansão dos jardins circulares.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.