AGU vai entrar com ação para impedir greve pró-Lula dos petroleiros

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Advocacia-Geral da União vai entrar com uma ação para tentar barrar a greve dos petroleiros, marcada para ter início nesta quarta-feira (30).

A medida judicial, chamada de ação declaratória de nulidade de greve, deverá ser impetrada contra a Federação Única dos Petroleiros (FUP) no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Renova Mídia publicou matéria nesta terça-feira (28) expondo os vínculos do coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel, com o Partido dos Trabalhadores (PT).

Após nove dias de paralisação dos caminhoneiros, é evidente que o objetivo da greve convocada pelos petroleiros é aproveitar o caos instalado no país para manter viva a narrativa do PT pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com informações do G1:

A ação apontará que não foram cumpridos os requisitos previstos em lei para autorização de greve. Pede também, em caráter liminar, que a greve seja declarada nula, além de multa diária de R$ 10 milhões ao sindicato caso descumpra uma eventual determinação judicial.

A paralização dos petroleiros buscava, de início, evitar a privatização de ativos da Petrobras, mas resolveu encampar a redução do preço dos combustíveis, e do gás de cozinha.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque