- PUBLICIDADE -

AGU acelera repatriação de R$ 2,6 bilhões da Suíça

AGU acelera repatriação de R$ 2,6 bilhões da Suíça
- PUBLICIDADE -

Escritório na Suíça ajudará procuradores, brasileiros e suíços, a vasculharem as contas bloqueadas e atuará nas cortes locais para acelerar o retorno do dinheiro ao Brasil.

A Advocacia-Geral da União (AGU) reabriu no governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, o processo de contratação de um escritório de advocacia na Suíça.

O objetivo da AGU é agilizar a repatriação ao Tesouro Nacional de cerca de 700 milhões de francos suíços, equivalente a R$ 2,6 bilhões, bloqueados em 42 bancos locais.

O dinheiro bloqueado é atribuído a alvos de procedimentos criminais no Brasil, em especial relacionados à Operação Lava Jato.

Parado há dois anos, esse trâmite para contratar um representante jurídico do País nas cortes suíças agora está em fase final.

A AGU definiu o escritório, mas como o processo não foi finalizado, nem nome do advogado nem o valor do contrato foram divulgados, informa o Metrópoles.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -